Igreja do Rosário

A Igreja Nossa Senhora do Rosário, de Taubaté, é uma construção do século XVIII, concluída no século XIX, edificada em taipa de pilão com paredes que superam um metro de espessura. Possui sua cobertura em estrutura, forro e pisos de madeira e telha de cerâmica.

Sua implantação corresponde a aproximados 609 m², divididos entre a Nave Principal, Altar Mor, corredores laterais e salas de apoio.

 A Igreja foi tombada pelo Decreto municipal 8.209 de 14 de dezembro de 1995, em reconhecimento da relevância Cultural que tem para todo o Vale do Paraíba.

Em setembro de 2010 foi interditada pela Defesa Civil de Taubaté haja vista a precariedade da edificação, medida essa corroborada com a Diocese de Taubaté, por primar pela segurança física dos transeuntes e fieis frequentadores da Igreja.

Desde então a Diocese, por meio da Fundação Dom Couto, busca meios de viabilizar o Restauro da Igreja do Rosário. Em 2.011 protocolou junto a Secretaria de Cultura no Programa de Ação Cultural – Lei Nº 12.268/06 (PROAC) o projeto de Restauração da Igreja do Rosário, a fim de conseguir subsidio pela Lei de Incentivo Fiscal/ICMS. Em fevereiro de 2012 foi publicado em DO sua aprovação. Desde então busca-se junto à iniciativa privada meios que viabilize a realização dos projetos que culminarão no restauro da Igreja.

Ressalta-se acerca do orçamento do Proac: Projeto Cultural de Restauração restauro foi aprovado em R$499.988,30, compreendendo à aprovação do projeto Cultural os projetos complementares como estrutura, Bombeiros, acessibilidade, elétrica, hidráulica, serviços esses que são específicos de engenheiros e não de arquitetos, ainda o projeto de restauro no valor de R$ 65.000,00.

Todos os itens e valores foram aprovados pela Secretaria de Estado da Cultura através do PROAC e o índice de referência adotado foi da CPOS boletim 156, este foi disponibilizado ao presidente e representantes da ACIST, bem como ao diretor do Sindicato dos Engenheiros e é um documento Público.  No mais o projeto Cultural prevê por Lei a divulgação da Secretaria de Cultura do Estado – Proac bem como das empresas patrocinadoras e apoiadoras, as quais desde já somos eternamente gratos.

Em agosto de 2011 a empresa Concrejato, a título emergencial, após identificação das patologias existentes, interveio junto a edificação com ações emergenciais e imediatas:

• Reparo das calhas da Igreja sanando as infiltrações que nelas tem sua origem;

• Reparo e complementação das calhas do edifício vizinho, sanando o derramamento de água pluvial na parede de taipa;

• Fechamento do vão de caixilho aberto na fachada lateral;

• Remoção de entulho do revestimento acumulado nos pisos, para acompanhamento e verificação de novos desplacamento;

• Execução de argamassa externa, de base cal, para recomposição dos pontos sem revestimento na taipa, para proteção da mesma;

• Identificação e testes das tubulações existentes na fachada, com a remoção da tubulação obsoleta ou danificada;

• Tamponamento de frestas na calçada externa, em pontos onde é possível a entrada de água junto à parede;

No dia 22 de abril de 2013, a empresa Concrejato iniciou na Igreja do Rosário, novas intervenções de emergência e necessárias que precedem as medidas protetivas no entorno da Igreja, seja com tapumes ou telas.

• Os trabalhos visam à remoção dos revestimentos com risco de queda em toda sa fachadas da Igreja, refazimento dessas áreas com argamassas de e cal, compatível com revestimento existente;

• Revisão geral nas captações de águas pluviais a fim de conter os problemas relativos a infiltrações ocorridas.

• Remoção das tubulações no interno da taipa, colocação de novas tubulações com devidos tamponamentos, ficando estes externamente;

• Remoção de entulho do revestimento acumulado nos pisos para acompanhamento e verificação.

Ressalta-se que essas intervenções são necessárias, mas preliminares. Somente após a elaboração e aprovação dos Projetos de Restauração e os complementares é que poderão ser realizadas atividades relativas à execução de serviços de intervenção, restauração e revitalização da Igreja do Rosário.

Atualmente patrocinam o Projeto Cultural da Restauração da igreja as empresas Campo Limpo e Viapol e contamos com o apoio do Ciesp, Formarte, Concrejato, Sindicato dos Engenheiros de Taubaté.

 Espera-se que, brevemente, seja aumentado o número de patrocinadores e apoiadores ao Projeto Cultural de Restauração para o quanto antes se realizar o sonho de ter a Igreja do Rosário restaurada, afinal por meio de nossos patrimônios históricos deixamos viva a memória de um povo.

_________________________

Lílian Mansur

Diretora Executiva- FDC

Diocese de Taubaté

OAB/SP:300.400