Diácono Miguel Gustavo é ordenado padre para a Diocese e Taubaté

A Diocese de Taubaté celebrou no sábado, 28 de agosto, a Ordenação Presbiteral do Diácono Miguel Gustavo de Almeida.

Em sua cidade de origem, Pindamonhangaba, o novo padre foi ordenado na Paróquia Nossa Senhora do Bom Sucesso pelas mãos do bispo diocesano Dom Wilson Luís Angotti Filho.

A partir da Palavra de Deus proferida Dom Wilson apontou, em sua homilia, o papel do profeta.

“O profeta não é aquele simplesmente que tem uma palavra para agradar as pessoas, ele tem que ser fiel a Deus, tem que ter a Palavra que Deus lhe envia a anunciar, não é uma palavra para agradar, o apóstolo Paulo também  tem essa consciência quando diz: ‘Se eu quisesse agradar aos homens eu não seria servo de Jesus Cristo, mas tenho que anunciar a Palavra’, e a Palavra as vezes alenta, as vezes  conforta,  as vezes estimula, mas também muitas vezes corrige, é dura e o profeta não pode renunciar a isso, ele não vai dizer uma palavra agradável para criar um fã clube, ou ser agradável as pessoas, nem para agradar ao rei ou ao governante de plantão ele vai distorcer a Palavra de Deus, tem que ser fiel e não fazer jogo de conveniência.”, explicou o Bispo.

Foto: Seminarista Erick Cunha

Durante a reflexão, Dom Wilson lembrou o lema da ordenação “Faça-se em mim segunda Tua Palavra” e destacou a atitude de Maria como exemplo de disponibilidade a Deus.

Em Maria nós contemplamos essa atitude primeira necessária para o profeta, antes de anunciar a Palavra ele tem que ser aquele que acolhe a Palavra de Deus, que interioriza a Palavra de Deus, e a medida que nós acolhemos a Palavra de Deus, o próprio Deus se faz presente em nós, é necessário que Deus seja gerado em nós também, para que assim possamos testemunhá-Lo, comunicá-Lo, levar aos outros Aquele que é a Palavra, ninguém poderá oferecer aos outros aquilo que não tem, senão for uma Palavra interiorizada, que gera Deus em nós, que transforma nossa vida, que nos faz diferentes,  faz com que o Senhor esteja presente em nós, nós não podermos comunicá-lo (…)  Então, Em Maria nós temos esse exemplo de quem na disponibilidade a Deus , na atenção ao Senhor acolhe a Sua Palavra e se faz servidora da Palavra do Senhor “, disse Dom Wilson.

Foto: Seminarista Erick Cunha

Ao final da celebração Padre Miguel Gustavo agradeceu a Deus, aos pais, sua irmã e seu sobrinho, agradeceu ao bispo, aos padres, diáconos, seminaristas, amigos e familiares, paróquias por onde trabalho enquanto seminarista, pastorais e movimentos, todos os envolvidos na sua caminhada ao sacerdócio e por fim pediu a oração de todos.

O bispo diocesano anunciou ao final da celebração que o Padre Miguel irá exercer o seu ministério na paróquia Nossa Senhora d’Ajuda em Caçapava, onde já exercia o diaconato.

Padre Miguel celebrou sua primeira missa no dia 28 de agosto, às 19h na Igreja São Francisco de Assim no bairro Vila Rica em  Pindamonhangaba.

×