Papa Francisco: orar para fazer a vontade de Deus

Terça-feira, 27 de janeiro, na Missa em Santa Marta o Papa Francisco afirmou que é preciso rezar a Deus e pedir todos os dias a graça de entender e realizar a Sua vontade. Segundo o Santo Padre havia em tempos uma lei feita de prescrições e proibições, de sangue de bois e cabras, “antigos sacrifícios” que não tinham a “força” de “perdoar os pecados”, nem de fazer “justiça”. Então, Cristo vem ao mundo e com sua subida à Cruz, Jesus demonstrou qual é o sacrifício que mais agrada a Deus: não o holocausto de um animal, mas a oferta da própria vontade para fazer a vontade do Pai.

Realizar a vontade de Deus “não é fácil” – diz o Papa. Não foi fácil para Jesus que foi tentado no deserto e também no Jardim das Oliveiras, e com dor no coração aceitou o suplício que o aguardava. Não foi fácil para alguns discípulos, que o deixaram porque não entenderam o que significava “fazer a vontade do Pai”. Não o é para nós, a partir do momento que – notou o Papa – “todos os dias nos são apresentadas numa bandeja tantas opções”. E então, o Santo Padre interrogou-se sobre o que fazemos para realizar a vontade de Deus.

“Eu rezo para que o Senhor me dê a vontade de fazer a sua vontade ou busco acordos porque tenho medo da vontade de Deus? Outra coisa: rezar para conhecer a vontade de Deus em relação a mim e à minha vida, sobre a decisão que devo tomar agora. Sobre a maneira de administrar as coisas… A oração para querer fazer a vontade de Deus, e a oração para conhecer a Sua vontade. E quando conheço a vontade de Deus, com a oração pela terceira vez: realizá-la. Para realizar a vontade, que não é a minha, mas é Sua. E não é fácil”.

O Papa Francisco concluiu a sua homilia pedindo a Deus para que nos ajude a rezar para sentir, conhecer e realizar a Sua vontade:

“Que o Senhor nos dê a graça, a todos nós, para que um dia possa dizer de nós aquilo que disse daquele grupo, daquela multidão que o seguia, daqueles que estavam sentados ao seu redor, como ouvimos no Evangelho: ‘Eis minha mãe e os meus irmãos. Quem faz a vontade de Deus é para mim irmão, irmã e mãe”. Fazer a vontade de Deus faz-nos ser parte da família de Jesus, faz-nos mãe, pai, irmã e irmão”. (RS/BF/RB/SP)

Fonte: Rádio Vaticano

Comente