dom-wilson-bispo-taubate

Nosso Bispo

Dom Wilson Luís Angotti Filho
Bispo diocesano de Taubaté

Dom Wilson estudou filosofia no Seminário Diocesano de São Carlos e é graduado em teologia pela Faculdade Pontifícia Nossa Senhora da Assunção, de São Paulo. Foi ordenado padre em 1982. É pós-graduado em teologia dogmática com o título de mestre pela Universidade Gregoriana de Roma (Itália).

Exerceu inúmeras atividades na Diocese de Jaboticabal. Após sua ordenação presbiteral, que ocorreu, na igreja Matriz de São Sebastião, em Taquaritinga, no dia 19 de dezembro de 1982, foinomeado vigário paroquialpara as Paróquias de São João Batista e Nossa Senhora Aparecida, de Bebedouro (SP), coordenador diocesano da Pastoral Vocacional. Integrou as Equipes de Formação do Seminário, do Conselho de Presbíteros e Colégio de Consultores. Foi professor no Centro de Estudos da Arquidiocese de Ribeirão Preto, no Instituto de Teologia Nossa Senhora do Carmo, em Jaboticabal, e no Instituto Superior de Teologia da Arquidiocese de Brasília. Também foi assessor diocesano da Catequese, coordenador diocesano de Pastoral e pároco da Paróquia São Judas Tadeu, na cidade de Jaboticabal (SP).

No período de 2007 a 2011 foi assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), além de integrar o Instituto Nacional de Pastoral (INP) e o Conselho Editorial das Edições CNBB. Como bispo, até 2015, foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé, da CNBB.

Foi nomeado bispo pelo Papa Bento XVI, no dia 4 de maio de 2011 e designado como auxiliar em Belo Horizonte. A nomeação foi publicada na missa de abertura da 49ª Assembleia Geral da CNBB, em Aparecida. Recebeu a ordenação episcopal na solenidade do Sagrado Coração de Jesus, no dia 1º de julho do mesmo ano, em sua Cidade natal, na mesma igreja em que foi batizado e ordenado presbítero. Paulista de Taquaritinga, filho de Wilson LuizAngotti e Iracy Fernandes Angotti, dom Wilson nasceu no dia 5 de abril de 1958.

No dia 26 de outubro de 2012, recebeu do Governo de Minas a Medalha Santos Dumont, considerada a segunda condecoração mais importante entre as oferecidas pelo estado, a pessoas que de alguma forma prestaram serviços importantes à sociedade.

Ministério na Arquidiocese de Belo Horizonte

Dom Wilson Luís Angotti Filho foi o bispo referencial da Região Episcopal Nossa Senhora da Conceição (RENSC), composta por 80 paróquias distribuídas por nove municípios da região metropolitana, sendo eles: Pedro Leopoldo, Ribeirão Neves, Lagoa Santa, Confins, São José da Lapa, Vespasiano, Santa Luzia, parte de Belo Horizonte e de Esmeraldas, com população de um milhão e seiscentos mil habitantes.

Dom Wilson foi responsável em acompanhar o Projeto Vila Fátima, situado no Centro de Evangelização Vila Fátima, em Ribeirão das Neves, que desenvolve importante trabalho do anúncio do Evangelho, oferece cursos e oficinas para pessoas em situação de risco social. Participou da equipe responsável pela construção da Catedral Cristo Rei,estando à frente da Campanha Faço Parte. Dom Wilson orientou o Departamento de Projetos Construção e Manutenção (DPCOM). Foi responsável pela orientação da Secretaria Geral de Relações Eclesiais (SGRE) e da Chancelaria da Cúria Arquidiocesana.Acompanhou os trabalhos do Comitê Gestor da Presidência (CGP), órgão de gestão das entidades vinculadasà Arquidiocese.

Nomeado para Taubaté

No dia 15 de abril de 2015, na celebração eucarística de abertura da 53ª Assembleia Geral da CNBB, foi publicado que o Papa Francisco nomeava Dom WilsonAngotti bispo diocesano de Taubaté.

O início de seu ministério pastoral, na Diocese deu-se, na catedral de Taubaté,no dia 13 de junho de 2015, memória litúrgica do Imaculado Coração de Maria.


 

O BRASÃO EPISCOPAL E SUA SIMBOLOGIA

destaque_brasao_dom_wilson

O chapéu simboliza Jesus Cristo, cabeça da Igreja, e seus doze apóstolos. A cruz pastoral dourada recorda que o ministério do bispo está em referência e continuidade com o ministério pastoral de Cristo.

O Escudo tem como fundo a cor azul que evoca o infinito e o próprio Deus. No campo superior esquerdo, a flor de liz faz referência à Nossa Senhora, que sob os títulos respectivos: do Carmo e da Boa Viagem é Padroeira da Igreja Diocesana de Jaboticabal, da qual Dom Wilson é originário e também da Igreja Metropolitana de Belo Horizonte, onde ele iniciou a missão episcopal.

O lírio, no campo esquerdo inferior, recorda São José, guardião da Sagrada Família e patrono de toda a Igreja. No centro do brasão, o coração é referência ao Sagrado Coração de Jesus, em cuja solenidade litúrgica realizou-se a Ordenação Episcopal. Ele é também uma referencia à caridade pastoral que deve caracterizar o bispo no exercício de seu ministério.

A cruz dourada que perpassa todo o brasão simboliza o trono glorioso de Cristo e a redenção que Ele nos conquistou através de sua morte e ressurreição. O anúncio da salvação realizada por Cristo deve chegar a todos e a cruz, indicando os quatro pontos cardeais, recorda a universalidade da missão da Igreja. As doze chamas dispostas de alto a baixo no brasão recordam-nos que a força vem do alto. Elas simbolizam os doze apóstolos, dos quais os bispos são sucessores. Intimamente unidos a Cristo e animados pelo Espírito Santo eles são enviados pelo próprio Cristo como continuadores de sua missão.

O listel prateado traz a inscrição latina “Cor Unum” que é o lema assumido por Dom Wilson. Esta expressão bíblica é tomada dos Atos dos Apóstolos 4,32. É uma referência afetuosa de Dom Wilson à Taquaritinga (SP), sua cidade natal, que ostenta, em seu brasão e hino, a mesma expressão. Ela foi escolhida pelo Cônego Lourenço Cavallini, antigo pároco do local, que batizou esse que é o primeiro padre e primeiro bispo ordenado na Cidade.

O conjunto todo expressa a ideia de Igreja em comunhão. A partir do mistério pascal de Cristo, nasce a Igreja, que por Ele foi querida e preparada. A Igreja de Cristo se manifestou ao mundo no dia de Pentecostes e tem os doze Apóstolos como seu fundamento. Todos os membros da Igreja, tanto os que peregrinam neste mundo como os que já estão na glória, unidos à Nossa Senhora e a São José, constituem com Cristo um só coração.

 


 

 

bispo-taubate-dom-carmo

DOM CARMO JOÃO RHODEN, SCJ  | Bispo Emérito

  • Filho de José Luiz Rhoden e Ida C. Büttembender Rhoden
  • Nasceu em São José do Inhacorá – RS – 16/05/1939
  • Licenciatura em Teologia (Pontifícia Universidade Gregoriana) – 1963 – 1967
  • Ordenação Sacerdotal  (Roma) – 17/12/1966
  • Especialização em Teologia Moral (Acad. Alfonsiana-Roma) – 1967 – 1970
  • Lecionou Teologia Moral no ITSCJ (Taubaté) –  1970 – 1972
  • Designado para a Paróquia SCJ em Joinville – SC – 1973 – 1978
  • Designado para o Convento SCJ em Brusque – SC –  1979 – 1984
  • Designado para a Paróquia SCJ em Joinville – SC –  1985 – 1993
  • Designado para a Paróquia de S.Luiz Gonzaga – Brusque – SC  –  1994 – 1996
  • Eleito Bispo  –  22/05/1996
  • Consagrado Bispo (Taubaté) – 17/08/1996

 

 

dom-antonio-afonso-de-miranda

DOM ANTÔNIO AFONSO DE MIRANDA, SDN  |  Bispo Emérito

  • Filho de José Afonso dos Reis e Maria das Dores Miranda
  • Nascido em Cipotânia – MG – 14/04/1920
  • Ordenação Sacerdotal  (Belo Horizonte – MG) – 01/11/1945
  • Sagração Episcopal (Mercês-MG) – 27/12/1971
  • Bispo de Lorena – SP – 1972-1977
  • Bispo Administrador Apostólico de Campanha – MG – 1977-1981
  • Bispo de Taubaté – SP – 09/1981
  • Bispo Emérito de Taubaté – SP – 17/08/1996
  • Curso de Humanidade e Filosofia (Sem. Apostólico de Manhumirim – MG) – 1933-1941
  • Curso de Teologia (Seminário Central de Belo Horizonte) – 1942-1945
  • Diretor e Profº. de Latim do Seminário Apostólico (Manhumirim – MG) – 1946-1949
  • Diretor do Seminário São Rafael (Dores do Indaiá – MG) – 1949-1952 e 1961-1971
  • Pároco em Dores do Indaiá – MG – 1949-1952 e 1961-1971
  • Superior Geral da Congregação dos Missionários de N. Sra. do Ssmo. Sacramento (Manhumirim – MG) – 1952-1961
  • Bacharel em Direito (Universidade Federal do Espírito Santo) – 1965-1970
  • Licenciatura em Filosofia (Faculdade de Filosofia de São João del Rei – MG) – 1970-1971
  • Delegado Brasileiro à Conferência Latino-Americana de Puebla – México – 1979