Colégio Diocesano Anchieta

Av. Granadeiro Guimarães, 122
Centro – CEP: 12020-130 – Taubaté/SP
Telefone: (12) 3632-2700

O Colégio Diocesano Padre Anchieta tem construído sua história no setor educacional de Taubaté com a marca evangelizadora dos Padres Diocesanos, que acreditando no potencial do município iniciaram em 1951 um projeto educacional: trazer para o Vale do Paraíba um ensino de qualidade comprometido com a formação cristã, fundamentada nos princípios religiosos , de simplicidade e de fraternidade.

Deste modo, o objetivo do Colégio não é só o de preparar profissionais para o mercado de trabalho, mas, acima de tudo, formar cidadãos felizes, competentes e comprometidos com a sua cidade, o seu estado e o seu país.

Atualmente, o Colégio Diocesano Padre Anchieta conta com uma melhor estrutura física e Pedagógica.

Estrutura física, que está sendo modernizada, distribuída em 9 mil metros de área, no bairro centro, onde os educandos desfrutam de quadra poliesportiva, biblioteca, capela, laboratório de ciências; e muito verde.

Portanto, trata-se de um complexo físico muito bem projetado para atender as necessidades da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Contudo, toda a infraestrutura não seria suficiente para a formação dos educandos se não fosse a equipe qualificada de educadores que compõe a grande família educacional diocesana e que, diariamente, está comprometida com a construção do saber e o ensino de valores que desenvolvam todas as potencialidades dos educandos.

Há seis décadas, são muitas as contribuições educativas e de pastoral que o Colégio Diocesano Padre Anchieta tem oferecido a Taubaté, formando gerações notáveis de profissionais que espalham O BEM em diferentes partes do mundo.

NOSSO LEMA
Educar evangelizando!

Missão

A missão do Colégio Diocesano Padre Anchieta é formar crianças e jovens, “janela pela qual o futuro entra no mundo”, por meio de educadores que superem a simples transmissão de conteúdos intelectivos por uma formação integral do ser humano, procurando desenvolver três aspectos fundamentais:

• Realização pessoal (relação consigo mesmo);
• Formação de um cidadão capaz de interferir positivamente na sociedade (relação com os outros);
• Cuidado com a maturidade espiritual (relação com Deus).

Possibilitando assim, cidadãos felizes, competentes e comprometidos com os ideais da família, da sociedade e do meio ambiente, em harmonia consigo, com o outro e com Deus.

Visão e Meta

Ser uma referência de formação cristã e de vivência dos valores evangélicos, de grande eficácia na formação acadêmica e de transformação social.

Princípios Orientadores

• Equidade
• Justiça
• Solidariedade
• Ética
• Respeito
• Responsabilidade
• Coparticipação
• Integridade
• Qualidade
• Alegria

• Ensino Fundamental: 1º ao 9º ano
• Ensino Médio: 1ª à 3ª série – Matutino.

 

Proposta Pedagógica

Como é do conhecimento de toda a sociedade taubateana, ao longo desses 63 anos, o Colégio Diocesano Padre Anchieta norteou-se pelos valores do Evangelho: a fraternidade, a simplicidade, a alegria, a vivência da PAZ, buscando ser coerente com as necessidades acadêmicas de cada geração.

A Educação Infantil no Colégio Diocesano Padre Anchieta prioriza o lúdico, atraindo o poder da imaginação e da fantasia e assim desenvolvendo na criança o cognitivo real, a sensibilidade, a criatividade, os valores e os princípios éticos. Portanto, a Educação Infantil, neste colégio, é norteada pela alegria de viver e o prazer de crescer.

Ainda dentro da proposta pedagógica, o trabalho com projetos se faz presente, colocando educador e educando num processo contínuo de ensino e aprendizagem que favorece a construção do conhecimento, numa ação intencional e planejada, para alcançar um determinado fim. No contexto atual, temas como bullying e meio ambiente fazem parte dessa dinâmica com a finalidade de conscientizar, repensar atitudes e agir com responsabilidade social.

O comprometimento da escola com a Pedagogia Humanista exige a aplicação de modelos pedagógicos propiciadores do desenvolvimento humano de forma integral.

A metodologia das aulas sempre parte de uma postura investigativa, sejam elas teóricas ou práticas, como as pesquisas de campo ou em laboratório. Os conteúdos são trabalhados a partir dessa postura e perpassam as diferentes disciplinas, desenvolvendo as habilidades e competências exigidas pelos PCNs (Parâmetros Curriculares Nacionais), pelas exigências do novo ENEM e dos vestibulares mais concorridos em nível nacional.

Proposta Pedagógica para o Ensino Médio

O Colégio Diocesano Padre Anchieta oferece um Ensino Médio que associa preparação para o ingresso na universidade com preocupação de desenvolver a cidadania, a moral e uma participação cristã no mundo. Para tanto, investe na capacitação de seu quadro de educadores, alinhando-os com as mais recentes mudanças pedagógicas do país, assim como desenvolverá projetos socioambientais e estimulará a integração do jovem aos movimentos em prol da Paz e do Bem. Assim, temas como a sustentabilidade econômica, o consumismo responsável, o entendimento do regionalismo e da preservação ambiental são, entre outros, integrados às diferentes áreas de conhecimento. Ao mesmo tempo, preocupa-se em vivenciar uma prática cotidiana que valoriza o diálogo, a responsabilidade e a disciplina como ferramentas construtivas e constitutivas da educação acadêmica.

O Ensino Médio receberá em 2014 importantes investimentos para ser, cada vez mais, referência de um ensino atual e significativo para seus educandos. Integrada a outros segmentos do colégio, a estrutura pedagógica tem como referência a preocupação com o outro e com o mundo, a atitude de estar a serviço do bem, sendo este um dos legados da Diocese, que entende o caminho do conhecimento como caminho também para a iluminação e a paz.

A equipe do Ensino Médio sente essa responsabilidade e trabalha para contribuir para a formação de jovens que igualmente se empenhem na conquista do conhecimento, da autonomia intelectual e da felicidade, somente possível com uma atitude positiva frente ao mundo e a si mesmo.

Portanto, construir um caminho para a Educação numa Proposta Pedagógica Humanista, é uma tarefa para educadores abertos à formação permanente e tarefa para uma administração inteligente, empreendedora, transformadora, com visão de futuro e imbuída desse espírito humano e transcendente ao mesmo tempo.

 

Direção

Atua na organização e funcionamento do cotidiano escolar, no âmbito administrativo, pedagógico e comunitário; decidindo, orientando e animando os colaboradores na construção de um ambiente evangelizador, coeso e com qualidade educacional.

SOP – Serviço de Orientação Pedagógica

Planeja, orienta, supervisiona e avalia as atividades didático-pedagógicas, visando à qualidade do processo ensino–aprendizagem.

SOE – Serviço de Orientação Educacional

Orienta os aspectos afetivo-emocionais-cognitivos e atitudinais dos educandos em seu processo de aprendizagem, em suas relações com seus colegas, educadores, colaboradores e família. E também zela pela construção de um ambiente escolar harmônico, prevenindo, administrando conflitos e facilitando a formação da cidadania.

SAP – Serviço de Animação Pastoral

Trata-se de um serviço de formação cristã, a fim de evangelizar a comunidade educativa à luz do Evangelho e da Filosofia Diocesana, num trabalho pastoral dentro do processo educativo.

Tesouraria e Departamento de Pessoal

O processo educativo envolve os educandos e a escola numa troca recíproca de experiência e numa prática em que limites têm que ser estabelecidos.

FREQUÊNCIA:

A frequência às aulas é obrigatória. O educando que vier ao Colégio deverá participar de todas as aulas.

HORÁRIO DE ENTRADA E SAÍDA:

Educação Infantil:
• Vespertino: 13h às 17h30

Ensino Fundamental- 1º ao 5º ano:
• Matutino: 07h às 12h20
• Vespertino: 13h às 17h30

Ensino Fundamental- 6º ao 9º ano:
• Matutino: 07h às 12h 20

Ensino Médio- 1ª à 3ª série:
• Matutino: 07h às 12h20
• Noturno: 18h30 às 22h45

IMPORTANTE

1. Somente no início da 1ª aula do período noturno, haverá uma tolerância de 10 minutos para a entrada do educando que chegar após o horário de início das aulas (atrasado).

2. A 3ª ocorrência de atraso, no semestre, nega ao educando o direito de participar das aulas da noite e este deverá voltar para casa.

3. Em casos de doenças infecto-contagiosas, o educando só deverá voltar às aulas após o término de período de risco de contágio.

4. Em caso de febre alta, vômito e diarréia, o educando deverá permanecer em casa sob os cuidados da família.

5. Não será permitida durante as aulas (matutino ou vespertino ou noturno) a entrega de materiais didáticos que foram esquecidos em casa, evitando assim, os transtornos causados ao bom andamento das aulas e atividades diárias.

6. Saída:
A saída da escola se faz ao término da aula.
O educando que necessitar sair antes do término das aulas deverá trazer um pedido do responsável por escrito na agenda, e se já estiver na escola, a Orientação Educacional (SOE) ou a Orientação Pedagógica (SOP) entrará em contato com o responsável.
O educando só poderá sair da sala durante o horário de aula com autorização do educador.

É nas pequenas atitudes de responsabilidade e disciplina que se alcança o verdadeiro sentido de educar.

USO DO UNIFORME

É obrigatório o uso do uniforme em todas as atividades do Colégio (internas e extraclasses),pois ajuda na identificação do educando e forma hábito de responsabilidade.
O uniforme deverá estar personalizado com o nome do educando, pois o Colégio não se responsabilizará pelas perdas ou trocas.

Uso diário:

Calça Azul Royal padronizada
Bermuda
Short – saia Educação Infantil e Ensino Fundamental do (1º ao 5º ano).
Camiseta padronizada
Agasalho padronizado
Tênis – cor livre
A calça jeans azul que só será permitida aos educandos do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano e Ensino Médio.
Uso na Educação Física:
Bermuda ou calça (apropriada) azul Royal padronizada
Camiseta padronizada
Tênis

SISTEMA DE AVALIAÇÃO

Avaliação da Educação Infantil

É diagnóstica, conceitual, processual, portanto formativa. A entrega do material avaliativo do educando é realizada semestralmente, contendo o portfólio do aluno, o livro desenvolvido, as atividades em folhas e relatório descritivo comportamental e cognitivo de aprendizagem.

Avaliação do Ensino Fundamental e Ensino Médio

A verificação da aprendizagem escolar compreende a avaliação do aproveitamento e a apuração da assiduidade.

A avaliação do aproveitamento é contínua de forma diagnóstica, formativa e somativa, tendo sempre em vista os objetivos propostos no planejamento. É feita através de trabalhos individuais e de grupos, provas objetivas e discursivas, projetos inter e multidisciplinares, bem como de outros instrumentos pedagógicos.

A avaliação é expressa em notas graduadas de 0(zero) a 10(dez) pontos, arredondando sempre para cima para que o valor seja inteiro ou meio. Ex: 8,0;8,5…

Será considerado aprovado o educando que obtiver o mínimo de 30(trinta) pontos nos 04 (quatro) bimestres com média 7,5 ou nos 04(quatro) bimestres mais prova final com média 6,0.

ATENÇÃO: O educando que faltar às verificações de aprendizagem pré-determinadas pela coordenação, poderá requerer a prova substitutiva (2ª chamada), junto à coordenação pedagógica, no prazo máximo de 48 horas ou dois dias úteis após a aplicação da referida prova, com justificativa prévia nos seguintes casos:

1. Doença e/ou internação, com apresentação do atestado médico.
2. Óbito familiar, com apresentação da xerox do atestado de óbito.
3. Viagem programada

Nos casos 1 e 2 o aluno é isento da taxa da prova substitutiva. No caso 3, o aluno deverá pegar na tesouraria o boleto de pagamento da prova substitutiva.

TAREFA:

As tarefas serão diárias e anotadas, pelo educador, em local previamente estabelecido na sala de aula (exceto na Educação Infantil); além de serem diariamente postadas no site do colégio.

Os educandos deverão usar a agenda para anotar suas tarefas diariamente.

RECUPERAÇÃO:

Recuperação no final de cada bimestre, oportunizando mais uma avaliação que será somada e dividida com a média do bimestre.
Nota: MB + Recup = Média do bimestre.

PROGRESSÃO PARCIAL:

Passado por todo sistema avaliativo da escola e ainda assim não apresentar resultado satisfatório de aprendizagem, os educandos, do Ensino Médio terão novas oportunidades de aprendizagem viabilizadas pela Progressão Parcial em até 3 (três) disciplinas, conforme Regimento e Resolução nº. 3 do CEE.
Para cada disciplina em regime de progressão parcial será gerado um contrato de matrícula extra com os respectivos encargos financeiros para o responsável.

DISCIPLINA

Entendemos como disciplina a postura adequada do educando nas situações vividas por ele na sala de aula ou fora dela. Essa adequação advém principalmente da observação das normas, do porte do material pedagógico,uso do uniforme incluindo o agasalho, do respeito, do relacionamento com os colegas, educadores e demais funcionários do Colégio.
Em caso de indisciplina, os responsáveis serão convocados pelo SOE a comparecerem ao colégio para juntos buscarem ações educativas.

DEVERES DO EDUCANDO:

• Participar de todos os trabalhos escolares e frequentar assiduamente as aulas;
• Acatar normas e disposições provindas da Direção da escola;
• Tratar os educadores, colegas e demais funcionários da Escola com o devido respeito;
• Colaborar na conservação do prédio escolar, dos equipamentos, do mobiliário e de todo o material escolar;
• Não portar, na Escola, material que represente risco para saúde, segurança, ou integridade física e moral sua e das demais pessoas;
• Manter o celular desligado dentro ou fora de sala em horário escolar;
• Permanecer em sala no intervalo de uma aula para outra;
• Participar de todas as ações pedagógicas da Escola, incluindo festas e solenidades;
• Apresentar-se devidamente uniformizado;
• Zelar pela integridade física e moral de todos, através de brincadeiras, atitudes e vocabulários construtivos;
• Ser assíduo e pontual nos trabalhos escolares e extraclasses;
• Ser pontual na entrada e saída do Colégio;
• Indenizar os prejuízos que tenha causado ao Colégio e a objetos de propriedade de terceiros;
• Apresentar-se às aulas com tarefas e deveres cumpridos;
• Usar a agenda escolar corretamente;
• Trazer todos os canhotos das circulares enviadas às famílias.

DIREITOS DO EDUCANDO

• Ser valorizado em sua individualidade;
• Manifestar suas queixas e reclamações a quem de direito;
• Ser respeitado por todos que trabalham na Escola e pelos colegas;
• Ser informado de todos os resultados avaliativos;
• Ser assistido em suas dificuldades;
• Receber equidade de tratamento, sem distinção de credo religioso ou político;
• Apresentar sugestões à Direção do Colégio, visando à melhoria de aspectos qualitativos de ensino;
• Tomar conhecimento, através do Boletim Escolar ou outro meio próprio, de notas e frequências obtidas;
• Receber seus trabalhos, tarefas e provas devidamente corrigidas e avaliadas

Outros itens relacionados aos direitos e deveres, consultar Regimento Escolar.

MOMENTO FAMÍLIA ESCOLA
REUNIÕES DE PAIS/ RESPONSÁVEIS E MESTRES

As reuniões acontecerão no início do ano letivo e no final de cada bimestre. Os responsáveis serão convidados a buscarem o boletim ou relatório de seu (sua) filho (filha), podendo conversar com os educadores. Caso haja necessidade, poderá o responsável fazer um agendamento com os setores interessados.

ENCONTRO DE FORMAÇÃO PARA PAIS E/OU RESPONSÁVEIS

Convictos de que Educação é trabalho de equipe entre família e escola, proporcionamos encontros com a finalidade de fortalecer a identidade familiar e o seu compromisso na educação e na formação de seus filhos.

FORMAÇAO CONTINUADA DO CORPO DOCENTE

Participação nos circuitos docentes da RCE, nos cursos a distância, nas palestras pelo canal RCE e nos encontros de formação promovidos pela escola.

“A Rede Católica de Educação prepara cidadãos com princípios éticos, excelência acadêmica e conhecimentos avançados, tornando mais curto o caminho entre os planos e sua realização.”

“ O futuro se constrói no presente, com valores e conhecimento”
Planeja e executa os serviços contábeis e fiscais bem como o acompanhamento da rotina dos funcionários.

Secretaria

É encarregada do serviço de escrituração e registro escolar, de pessoal, de arquivo e fichário.

 

Estrutura